SOLITUDE – SEJA COMPANHEIRA DE SI MESMA

SOLITUDE – SEJA COMPANHEIRA DE SI MESMA

“E aí, tá com alguém?” “Sim, comigo!” Estar com alguém não é sinônimo de felicidade, permanecer numa relação por não querer ficar só, é um ruído que sobrepõe quem somos e o que sonhamos. O medo da solidão pode prejudicar mais do que a própria solidão, nos levando a...
POLE DANCE – SEXY É ESTADO DE ESPÍRITO

POLE DANCE – SEXY É ESTADO DE ESPÍRITO

Mulher, você se sente sexy? Ou se esconde pra não chamar atenção com vergonha por não ser padrão? Ou se esconde, justamente, porque certas partes do seu corpo chamam mais atenção?  Sim, certos olhares são violentos! Ninguém se sente bunda e peito. Corpo não...
EU NO ESPELHO – SERÁ QUE ME VEJO COMO SOU?

EU NO ESPELHO – SERÁ QUE ME VEJO COMO SOU?

“Espelho”, vem de “Specere”, que significa “olhar”. O espelho é um objeto que reflete a luz. Quem você vê quando se olha?  Olhar-se é um movimento de interesse próprio, uma disposição frontal da sua face em direção a uma superfície que te mostra pra si mesma....
DANÇAR A VIDA: EXPERIÊNCIA INDIZÍVEL DO CORPO

DANÇAR A VIDA: EXPERIÊNCIA INDIZÍVEL DO CORPO

Um texto para se despedir de abril, mês da dança. Um texto pra se despir do que somos, matéria orgânica. Sobre dançar, experiência corpada do agora. E sobre as memórias que nos constituem, partículas ancestrais que alimentam nosso mover. Um texto para mulheres que...
PEITO É CORPO: A HIPOCRISIA DAS TARJAS

PEITO É CORPO: A HIPOCRISIA DAS TARJAS

Mulher, sabe a sensação de tirar a camiseta e sentir o vento batendo nos peitos ao correr pela rua? E o prazer de sentir o calor do sol da manhã nutrindo os mamilos na praia? Não, não sabemos. Ter peitos e sair nas ruas sem querer ser julgada significa deixá-los...